Pseudopapel
Arquivo de CPTM

A primeira integração do Metrô com o subúrbio

  • 8/01/2013, 14h30
  • Categoria: São Paulo
  • Nenhum comentário
Transferência lotada na passagem subterrânea da Estação da Luz

Um “marco histórico para São Paulo”. Foi assim que o então prefeito paulistano Olavo Setúbal definiu em 23 de dezembro de 1975 a integração entre Metrô e ferrovia na região da Estação da Luz, que seria implantada dali a pouco mais de duas semanas, em 8 de janeiro de 1976, exatos 37 anos atrás. Esta foi sua resposta ao anúncio oficial de Plínio Assmann, presidente da Companhia do Metrô, e de José Teófilo Santos, superintendente da Rede Ferroviária Federal (RFFSA) em São Paulo. A intenção por ora era integrar apenas a linha da antiga Estrada de Ferro Santos–Jundiaí (EFSJ, as… [Continuar a ler]

A primeira integração da zona leste com o Metrô

  • 30/12/2012, 19h44
  • Categoria: São Paulo
  • 14 comentários
Escadas rolantes na Estação Brás

A Estação Roosevelt (atual Estação Brás da CPTM) foi a primeira estação a integrar a zona leste de São Paulo ao Metrô, embora não da maneira como é hoje. Era ali que os passageiros da linha da RFFSA que ligava o Brás a Mogi das Cruzes (a atual Linha 11 da CPTM) passaram a fazer a baldeação a partir de 3 de maio de 1977. Não diretamente para o Metrô, já que ainda faltavam dois anos para a Estação Brás da atual Linha 3-Vermelha ficar pronta. É que a RFFSA tinha acabado de construir uma interligação física entre a Estação… [Continuar a ler]

Do Bixiga à Lapa: ida e volta em 2h35 pela CPTM

plataforma-1-estacao-da-luz-lotada

O rodízio paulistano de veículos é um perfeito exemplo de decisão que uma minoria é obrigada a engolir por causa de atitudes da maioria. No caso, para compensar os inúmeros automóveis com um único ocupante que poderia estar se utilizando de transporte público (que ajudam a transformar o trânsito da cidade em um caos diário), retira-se um quinto de toda a frota de carros de circulação nos horários de pico da manhã e da tarde. Pouco importa que haja pessoas que realmente precisam do carro — na verdade, seria muito difícil comtrolar isso. Entre 1999 e 2009 praticamente só usei… [Continuar a ler]

Na Supervia é proibido fotografar?

  • 10/12/2011, 16h24
  • Categoria: Turismo
  • 26 comentários
Trem na plataforma da Estação São Cristóvao

(Dois parênteses antes de começar: isto não é uma daquelas comparações dicotômicas para provar que São Paulo é melhor que o Rio ou vice-versa; e a CPTM não é uma ferrovia perfeita — longe disso —, mas tem feito um trabalho competente na maioria dos casos, especialmente em situações consideradas insolúveis meros vinte anos atrás.) Estive em viagem ao Rio de Janeiro no início do mês e no dia 1.º, em vez de almoçar, aproveitei para dar uma rápida volta pela Supervia, a rede de trens metropolitanos da capital fluminense e arredores. Eu estava mais curioso para visitar a Estação… [Continuar a ler]

Mudança nas plataformas da Estação Palmeiras-Barra Funda

  • 16/10/2011, 18h04
  • Categoria: São Paulo
  • Nenhum comentário
Plataformas 6 e 5 da Estação Palmeiras-Barra Funda

Até meados de julho o funcionamento da Linha 7 da CPTM na Estação Palmeiras-Barra Funda dava-se nas plataformas de 7 a 10. Os trens com destino à Estação Francisco Morato paravam na plataforma 7, enquanto os trens no sentido oposto em sua maioria paravam na linha que atende ao mesmo tempo as plataformas 8 e 9. A plataforma 10 era reservada em geral para os TUEs Budd Mafersa-Série 1100 que faziam, no período da manhã, o loop entre Palmeiras-Barra Funda e Caieiras (ou seja, os trens seguem apenas no sentido Caieiras–Palmeiras-Barra Funda com passageiros, parando em todas as estações; na… [Continuar a ler]

CPTM e trens portenhos: diferenças e semelhanças

  • 15/09/2011, 7h31
  • Categoria: São Paulo
  • 4 comentários
Passagem de nível na Gorriti, em Palermo, Buenos Aires

Anteontem houve um desastre envolvendo um trem metropolitano e um ônibus em Buenos Aires, com onze mortos e 228 feridos, em uma das passagens de nível da capital argentina. Foi o pior acidente ferroviário naquela cidade desde 11 de junho de 1962, quando uma composição da Belgrano Sur atingiu um ônibus escolar que transportava 120 crianças, das quais 31 morreram, além do motorista e de uma monitora. No momento da colisão uma forte névoa que impediu que o motorista do coletivo visse o trem se aproximar. Enquanto na cidade São Paulo as passagens de nível foram praticamente extintas — a… [Continuar a ler]

A Estação Roosevelt ainda existe para a CPTM

  • 6/04/2011, 21h48
  • Categoria: São Paulo
  • 15 comentários
Mapa incorreto da Linha 7 da CPTM

A Estação Roosevelt, também conhecida originalmente como Estação do Norte, era de onde saíam originalmente os trens rumo ao Rio de Janeiro. Em 1979 ela foi praticamente fundida com as estações Brás do Metrô e da então CBTU, mas manteve seu nome por algum tempo. Ele só foi mudado após uma reforma nas estações promovida pela CPTM, quando esta assumiu a administração das linhas de subúrbio da capital paulista. Localizado na Praça Agente Cícero, próximo ao Largo da Concórdia, o prédio dela é na minha opinião um dos mais bonitos de toda a CPTM, em estilo art déco, construído provavelmente… [Continuar a ler]

A Estação Sagrado Coração da CPTM

  • 9/03/2011, 22h07
  • Categoria: São Paulo
  • 6 comentários
Estação Sagrado Coração da CPTM

Meu Carnaval não teve samba ou sambódromo, alegorias ou adereços: teve, na segunda-feira, um passeio de trem com meu pai de Itapevi ao Capão Redondo, passando pelas linhas 8 e 9 da CPTM e pela Linha 5 do Metrô. Uma das paradas que fizemos foi na Estação Sagrado Coração, a segunda para quem sai de Itapevi, que é uma das pontas da Linha 8 (a outra é a Estação Júlio Prestes). Ao longo da Linha 8, vê-se algumas poucas estações com a nova padronização da CPTM, aquela que dá um destaque em demasia ao vermelho corporativo da empresa, algumas com… [Continuar a ler]

Os mapas desatualizados da CPTM

Mapa desatualizado da rede da CPTM na Lapa

Já faz quase três anos que a CPTM deu início à mudança dos nomes de suas linhas, avisada em fevereiro de 2008 e implantada a partir de maio seguinte. As seis linhas eram conhecidas pelas letras de A a F, seguindo em sentido horário a partir da linha Luz–Jundiaí, hoje conhecida como Linha 7-Rubi. As cores eram, respectivamente, marrom, cinza claro, azul claro, bege, laranja e azul escuro. Uma pesquisa não-científica e de baixa amostragem feita pelo Jornal da Tarde naquele mês de fevereiro mostrava que nem 10% dos passageiros sabiam o nome das linhas que pegavam e muitos confundiam… [Continuar a ler]

Falha de trem no Bom Retiro prejudica Linha 7

Transferência entre Metrô e CPTM lotada na Barra Funda

Por volta das 17h20 de hoje houve problema em uma das composições da CPTM entre as estações Luz e Barra Funda. Cheguei à Estação Luz pela Linha 1 do Metrô cerca de meia hora depois, para fazer a transferência para a CPTM e pegar justamente a Linha 7-Rubi na plataforma 2, a única linha que, partindo da Luz, segue para a Estação Palmeiras–Barra Funda. Os alto-falantes da estação avisavam que, para pegar a Linha 7, os passageiros deveriam se dirigir à Estação Palmeiras–Barra Funda. Sem a CPTM como opção, e com uma distância grande demais para ser coberta a pé,… [Continuar a ler]

Busca

RSS

Assine aqui.

Tempo de resposta

82 queries em 0,624 segundos.

Licença

Textos e fotos aqui publicados são liberados em Creative Commons sob a licença Attribution 3.0 Unported. Isso significa que podem ser usados em qualquer projeto, comercial ou não, desde que sejam creditados como "Alexandre Giesbrecht". Um link para cá é bem-vindo, assim como um aviso de que o material foi usado.

Quem?

Alexandre Giesbrecht nasceu em São Paulo, em abril de 1976, e mora no bairro do Bixiga. Publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, é autor do livro São Paulo Campeão Brasileiro 1977 (edição do autor).

Outros projetos

Links