Pseudopapel
Arquivo de Linha 4 do metrô

Por que a baldeação na Luz ainda não funciona

  • 6/10/2011, 10h46
  • Categoria: São Paulo
  • 3 comentários
Baldeação na Estação Luz em horário de pico

Um ano atrás escrevi um texto sobre a minha experiência comparando as baldeações da Linha 7 para a Linha 1 na Luz e na Barra Funda (esta última via Sé) durante o horário de pico das manhãs. A minha conclusão era de que, por vários motivos, valia mais a pena fazer a transferência na Estação Palmeiras-Barra Funda, apesar do trajeto aparentemente mais longo e com uma baldeação a mais. Entretanto, ao menos no meu percurso diário, a baldeação na Luz ainda valia a pena no horário de pico das tardes. Isso não tem mais ocorrido, desde a abertura em tempo… [Continuar a ler]

O fim da Ponte Orca

  • 25/09/2011, 20h04
  • Categoria: São Paulo
  • 4 comentários
Bilhetes da Ponte Orca

Hoje São Paulo tem poucas estações de transferência em sua rede de transporte metropolitano, mas tem cinco a mais, em funcionamento total ou parcial, do que em agosto de 2000. Nessa época o Metrô tinha apenas Sé, Paraíso e Ana Rosa — situação, aliás, que ainda levaria uma década para mudar, com a inauguração, em maio de 2010, da integração entre a Estação Consolação e a recém-inaugurada Estação Paulista. Na CPTM, apenas Barra Funda, Osasco, Presidente Altino, Brás, Tatuapé, Corinthians-Itaquera e Calmon Viana (a Luz estava passando por uma grande reforma). Transferências do Metrô para a CPTM e vice-versa, apenas… [Continuar a ler]

A Estação Luz da Linha 4-Amarela do Metrô

  • 17/09/2011, 16h23
  • Categoria: São Paulo
  • Nenhum comentário
Estação Luz da Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo

Quem folhear jornais do passado em busca de referências sobre a Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo não poderá se limitar a edições recentes. Já nos anos 1940, quando o próprio Metrô ainda era mera especulação, falava-se nessa linha, cujo traçado foi definido em fins dos anos 1960, em forma de parábola, indo da região sudeste da cidade à região sudoeste, cruzando a Linha 1-Azul na Estação Luz e a Linha 2-Vermelha duas vezes, nas estações República e Pedro II. Sem o projeto sequer chegar perto de sair do papel, a secção rumo ao sudoeste acabaria limada em 1993,… [Continuar a ler]

A Estação Pinheiros do Metrô

  • 16/05/2011, 13h34
  • Categoria: São Paulo
  • Um comentário
Estação Pinheiros do Metrô

Com cerca de três décadas de atraso, a Estação Pinheiros do Metrô foi inaugurada hoje. Ela já fazia parte dos planos da empresa desde os anos 1970, quando seria uma das pontas da Linha Sudeste–Sudoeste, uma linha que faria uma “parábola” subindo até a Estação Luz e depois descendo até o Ipiranga. Por causa do trajeto peculiar, ela cruzaria duas vezes as atuais linhas 2-Verde e 3-Vermelha. Essa linha nunca saiu do papel, a não ser pela plataforma abandonada que existe no subsolo da Estação Pedro II (que seria uma das estações de integração com a Linha 3), mas foi… [Continuar a ler]

Operação assistida até quando?

  • 5/02/2011, 18h49
  • Categoria: São Paulo
  • 4 comentários
Antiga Estação Tamanduateí demolida

No último dia 21 de janeiro fez quatro meses que a Estação Tamanduateí foi inaugurada. A partir de hoje foi iniciada a cobrança de quem usa a estação. Até ontem, era possível ir até as estações Sacomã ou Vila Prudente sem pagar passagem. Isso dá a impressão de que tudo está funcionando normalmente. E até está, mas apenas na parte da estação pertencente à CPTM, tanto é que a demolição da antiga Estação Tamanduateí, vizinha à atual, foi praticamente concluída na última semana, como mostra a foto acima. Já a parte do Metrô vinha funcionando apenas das 8h30 às 17… [Continuar a ler]

Só nesta era de redes sociais

O professor Mauricio Oliveira segura bilhete da primeira operação do Metrô de São Paulo, em 14 de setembro de 1974.

No último dia 25 de maio, com pelo menos dois meses de atraso, foi inaugurada em São Paulo a Linha 4 do Metrô, ainda em operação assistida, com trens circulando em horário reduzido apenas entre as estações Paulista e Faria Lima. A inauguração foi anunciada com apenas três dias de antecedência, e mesmo assim foi um sucesso de público, excedendo em muito as expectativas da ViaQuatro, a empresa que detém a concessão da linha por trinta anos. Isso não impediu que o povo que se propôs a conhecer a linha no horário marcado — a partir das 12 horas —… [Continuar a ler]

Busca

RSS

Assine aqui.

Tempo de resposta

78 queries em 0,496 segundos.

Licença

Textos e fotos aqui publicados são liberados em Creative Commons sob a licença Attribution 3.0 Unported. Isso significa que podem ser usados em qualquer projeto, comercial ou não, desde que sejam creditados como "Alexandre Giesbrecht". Um link para cá é bem-vindo, assim como um aviso de que o material foi usado.

Quem?

Alexandre Giesbrecht nasceu em São Paulo, em abril de 1976, e mora no bairro do Bixiga. Publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, é autor do livro São Paulo Campeão Brasileiro 1977 (edição do autor).

Outros projetos

Links